Na Peixaria

Bacalhau

O principe do mar do norte

bacalhoada-a-portuguesa.jpg
Bacalhoada

Não. O bacalhau não é um peixe.

Existem 02 principais espécies de peixes marinhos que podem ser vendidas com esse nome e são chamados de “legítimos” e 03 que, ao ser comercializado, têm que se usar a nomenclatura “tipo Bacalhau”. Dentre os “legítimos” todos são da espécie Gadus, sendo o peixe Gadus morhua, também conhecido como COD ou Bacalhau do Porto, o melhor e consequentemente o mais apreciado e mais caro de todos. Uma referência à cidade portuguesa do Porto, devido ao seu porto marítimo ser um importante centro de comércio do peixe seco e salgado que chegava do Atlântico Norte, em especial da Noruega, originou seu nome.

O bacalhau é uma das nossas heranças lusitanas mais saborosas e de maior sucesso. Chegou ao Brasil junto com as primeiras caravelas, e o consumo do pescado foi  difundido entre a população com a vinda da corte portuguesa. Graças a sua versatilidade, o bacalhau pode ser preparado de diversas formas e se adapta a uma infinidade de receitas. É presença garantida no almoço em família do feriado da Semana Santa. Entre os capixabas a tradicional torta de bacalhau é quase unanime. Para os cariocas uma ceia de Natal sem o bacalhau é incompleta.

 

O Gadus Morhua, ou Bacalhau do Porto, é facilmente encontrado nos melhores restaurantes espalhado pelo Brasil e pelo mundo. Todo bom cozinheiro tem sua receita preferida de bacalhau.

 

Bacalhau do Porto ou COD (Gadus Morhua): tem carne branca, macia e saborosa e se desfaz em lascas distintas. Seu filé é ótimo para ser preparado assado ou usado em postas. Das laterais desfia-se e faz molhos, saladas e tortas.

Gadus macrocephallus: tem a carne mais firme e é mais difícil se desfazer em lascas. É usado em ensopados, recheios de tortas e bolinhos.

Ling: macio e saboroso, também fica bom em assados ou em lascas.

Saithe: é o primo pobre do Cod e é o mais consumido no Brasil. Sua carne não é tão clara quanto a dos outros, mas é bem macio. Perfeito para saladas, risotos e bolinhos.

Zarbo: é o mais simples da família e o que tem a melhor carne para fazer bolinhos ou refogados.

 

 

Bacalhoada Aroma

 

Porções – 02 porções

Tempo – 30 minutos

 

Ingredientes

 

½ kg de bacalhau do porto dessalgado e em lascas.

200 gramas de batatinha para conserva cortadas ao meio

1/2 unidade de cebolas branca pequena cortada em julienne

1/2 unidade de cebolas roxa pequena cortada em julienne

1/2 unidade de pimentão pequeno (um de cada cor)

100 gramas de azeitonas pretas grandes

01 unidade de ovo cozidos e cortados em 04

02 colheres de cheiro-verde picado

01 colher de coentro picado (prefiro o selvagem)

01 ramo de tomilho

02 dentes de alho cortados em lâminas

Azeite de oliva extra virgem a gosto

Sal a gosto

 

Modo de preparo

 

Em uma frigideira grande refratária, salteie as batatas no azeite até ficarem macias, pingando um pouco de água se necessário, qnd estiverem quase prontas acrescente as lâminas de alho. Quando estiverem macias junte o bacalhau, os temperos, os pimentões, as cebolas, mais uma boa quantidade de azeite e refoge um pouco para unir o sabor dos ingredientes. Junta a azeitona e por último o tomate cereja. Coloque em uma travessa e finalize a montagem colocando os pedaços dos ovos cozidos e regue com azeite extravirgem. Sirva acompanhado de arroz branco.

Anuncios_Joenio_08.jpg