Sobre a Mesa

Churro, o doce das montanhas

gosta-de-churros-entao-vem-aprender-como
Churro: Das montanhas ibéricas para os mais distintos Menus.

Simplesmente em um carrinho na praia ou na praça, em vans ou nos menus de sobremesa de muitos bares, restaurantes e cafés pelo mundo a fora, o churro é uma iguaria bem quista por muitos. Os palitos estrelados, dourados, crocantes e tenros por dentro, são uma sensação, uma verdadeira explosão de sabor. Cobertos com açúcar e canela (ou não), combinados com os mais variados recheios e coberturas, como doce de leite, chocolate quente, creme de avelã, cacau, doces e geleias de frutas ou simplesmente puro com café, o churro é consumido quase que de qualquer jeito hoje em dia, proeza de quem é gostoso e versátil.

O churro não tem uma origem bem definida, na verdade a sua origem possui duas teorias. Uma é de que os portugueses teriam trazido o churro, com novas técnicas, quando eles retornaram do sul da China e modificaram a massa de You Tiao, dizem que eles modificaram o aspecto do churro, dando esse formato de estrelado como vemos hoje. A segunda teoria, e mais aceita, é de que o churro foi criado por pastores espanhóis que os produziam para que substituíssem comidas pelo fato de que os churros eram fáceis de serem produzidos, além de serem fritos em fogo aberto pois os pastores viviam na maior parte do tempo nas montanhas ibéricas. Vale ressaltar que essa mania de colocar recheio por dentro dele é costume só de alguns países, como no Brasil, Uruguai e Argentina, enquanto em Portugal e Espanha eles consomem o churro sem o recheio.

No Brasil, a história do churro pode ser escrita com a imigração da família Farre Martinez da Espanha para o Brasil em 1954, mais especificamente para a cidade de São Paulo. O churro já marcava presença em solos brasileiros desde os primeiros espanhóis, mas foi com essa família espanhola que ganhou popularidade, principalmente, a partir de 1974 com a inauguração da barraca A CASA DO CHURRO, na Avenida São João no centro da capital. O estabelecimento logo ganhou fama.  Segundo o artigo “A Casa do Churro: Doce Sucesso”,

Anuncios_Joenio_08.jpg

“O churro em roda era comercializado em pedaços e logo se tornou bastante popular. Foi nesta ocasião que, com a sugestão de muitos clientes, floresceu a ideia de se rechear o produto com algum tipo de doce. Nascera, então, o primeiro churro recheado com doce de leite. A aceitação foi tão grande que, logo em seguida, surgiram outros recheios e outros formatos de churro. O produto com recheio, genuinamente brasileiro, ganhou espaço garantido em parques, exposições e feiras” (Cano, Ismael Soares – 2009).

Nos dias de hoje, é muito comum ver barraquinhas e carros de churros nas ruas, próximas às escolas, em festas de aniversários, parques e em eventos dos mais variados tipos e suas versões “gourmet” com os mais variados recheios e coberturas, desde o doce até o salgado. Podemos encontra-lo até congelado nos supermercados. Sem dúvida, o churro é um alimento que caiu no gosto dos brasileiros e tem seu espaço garantido em nossas terras.

Ingredientes:

  • 02 colheres de sopa de manteiga

  • 02 xícaras de farinha de trigo

  • 01 colher de chá de fermento químico

  • 1/2 xícara de água

  • Óleo para fritar

  • Sal a gosto

  • Açúcar a gosto

  • Canela a gosto

Modo de Preparo:

 

Primeiramente, você irá misturar a farinha e o fermento e reserve. Em uma panela coloque a água, a manteiga, o açúcar e o sal para ferver. Após ferver, adicione a farinha com o fermento e misture bem até formar uma massa lisa e homogênea. Mas, cuidado porque ele não pode empelotar. Logo depois, coloque o óleo no fogo para ele ir aquecendo.

Agora, pegue a massa e faça bastões comprido e fino, que é o formato do churro tradicional. Ou no formato que desejar. Em seguida coloque no óleo bem quente. A dica é que o óleo esteja bem quente para evitar que eles fiquem muito encharcados. E outra coisa, também é não é bom fritar mais de três churros por vez. Frite-os por imersão até ficarem douradinho. Enfim, misture o açúcar com a canela e em seguida, passe os churros já fritos. A Cobertura é opcional e pode ser de quase qualquer coisa, as tradicionais são doce de leite chocolate.