Entrée

Trigo, a base da alimentação

Talos de trigo
Espiga de trigo

O trigo é um dos cereais mais antigos consumidos pelo homem seu consumo é constatado em documentos de eras remotas da civilização há mais de 12 mil anos. Sendo o segundo cereal mais cultivado em todo o mundo, o trigo faz parte da base de nossa alimentação. É a matéria-prima para a elaboração de inúmeras receitas como pães, biscoitos, bolos e massas, alimentos que fazem parte da base da pirâmide alimentar e cujo consumo é incentivado pelo Guia Alimentar da População Brasileira. Alimento muito nutritivo, principalmente em sua forma integral, o trigo é fonte de carboidratos, proteínas e fibras, além de minerais como fósforo, cobre e manganês.

A forma mais comum do trigo é a refinada, a farinha de trigo. Por ser mais pobre em nutrientes, já que a casca é retirada, o recomendado é sempre dar preferência farinha de trigo integral que contém todos nutrientes do trigo.

Anuncios_Joenio_05.jpg

Algumas marcas oferecem a farinha de trigo branca enriquecida de alguns nutrientes. Também muito consumido é o gérmen de trigo é a parte mais rica em vitaminas e minerais, como ácido fólico, vitamina E, zinco, cálcio, fósforo e selênio. Ele é adicionado na preparação de receitas doces, receitas salgadas, sopas, purês, saladas, iogurtes e vitaminas para complementar seu valor nutricional. Já o farelo de trigo, conhecido como a fibra do trigo, é obtido através da moagem da casca durante a produção da farinha. Por ser rico em fibras e proteínas pode ser utilizado como auxiliar no bom funcionamento do intestino, é consumido sendo adicionado a vitaminas, sopas e outras preparações. Outras formas de consumir o trigo auxiliam a saúde, como o trigo integral - fonte de lignanas, substâncias que ao serem digeridas pelas bactérias da flora intestinal se convertem em compostos que podem prevenir alguns tipos de câncer – e o ​triguilho, o famoso “trigo para kibe”, produto altamente nutritivo e versátil que aumenta a saciedade e pode auxiliar no processo de emagrecimento.

 

Uma das proteínas do trigo, o glúten, recentemente, ganhou atenção pois, algumas pessoas são intolerantes ao glúten e possuem uma condição chamada Doença Celíaca, que causa desconforto abdominal, diarreias, anemia e falhas na absorção de outros nutrientes pelo organismo. O paciente com Doença Celíaca não pode consumir alimentos que contenham glúten. Além do trigo está na lista o centeio, a aveia e a cevada.

Nos casos em que o indivíduo não possui nenhuma restrição ao glúten, alimentos que contêm trigo podem facilmente ser consumidos de maneira saborosa e saudável.

Anuncios_Joenio_08.jpg